NUTRIÇÃO

Dica nutritiva para você!

       

          Quer manter uma alimentação mais saudável em casa? Siga algumas orientações:

                                   

                                   Descasque mais e desembale menos! Prefira sempre alimentos in natura (obtidos diretamente de plantas ou animais sem nenhuma
alteração) ou minimamente processados (innatura que passam por limpeza, fracionamento, refrigeração, congelamento, moagem ou outro processo que não acrescente sal, açúcar, gordura ou outras substâncias) do que  alimentos ultraprocessados, pois eles são produtos produzidos pelas indústrias por meio de várias etapas de processamento e geralmente levam muitos ingredientes como sal, açúcar, gorduras, corantes artificiais, conservantes, aditivos alimentares, etc.;

 

            Ou seja: opte por água, leite e frutas no lugar de refrescos, refrigerante, suco em pó, bebidas lácteas e biscoitos recheados; não troque comida feita na hora (caldos, sopas, saladas, molhos, arroz e feijão, macarronada, refogados de legumes e verduras, farofas, tortas) por produtos que dispensam preparação culinária (sopas “de pacote”, macarrão “instantâneo”, misturas prontas para torta, bolos, pão, etc., pratos congelados prontos para aquecer, como massas, pizzas, hambúrgueres e extratos de carne de frango ou peixe empanados do tipo nuggets, salsichas e outros embutidos, entre outros;

 

              Leia sempre o rótulo dos alimentos e se atente a lista de ingredientes, evite os que possuam um número elevado de ingredientes (frequentemente cinco ou mais) e, sobretudo, a presença de ingredientes com nomes pouco familiares e não usados em preparações culinárias, como gordura vegetal hidrogenada, espessantes, corantes, aromatizantes, realçadores de sabor e outros tipos de aditivos.

 

Saiba mais em:

escolha_dos_alimentos

 

 

 

Referências:

Cartilha Nacional da Alimentação Escolar. Ministério da Educação. Fundo Nacional de Desenvolvimento pela Educação. Diretoria de Ações Educacionais. Coordenação Geral do Programa Nacional de Alimentação Escolar. – 2ª ed. Brasília, DF, 2015.

O Papel do nutricionista no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Manual de instruções operacionais para nutricionistas vinculados  PNAE. Fundo Nacional de Desenvolvimento pela Educação. Diretoria de Ações Educacionais. Coordenação Geral do Programa Nacional de Alimentação Escolar. CECANE SC – 2ª ed. –Brasília, DF, 2012. Guia alimentar para a população brasileira. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – 2ªed. Brasília, DF, 2014.